Articles

POLITICO

“seu apoio a Jackson,” Karen Glitman, uma líder na campanha anterior de Jackson em 1984 em Vermont, me disse, “Foi uma espécie de um aceno para o Partido Democrata.”

Some Sanders allies and confidants downplay the notion of any calculation of this kind. “Ele não pensava assim”, me disse Terry Bouricius, um antigo membro progressista da Câmara Municipal de Burlington. “Não, Não, Não”, disse Phil Fiermonte, funcionário da Sanders de longa data. Mas até eles admitem que o Sanders estava de olho no que estava para vir. “Toda a gente sabia”, disse Bouricius, ” que o Bernie ia concorrer a um cargo superior.”

” He’s a very, very smart politician, with a lot of acumen, “Maurice Mahoney, a onetime head of the Democratic Party in Burlington who often butted heads with Sanders when he was on the City Council, told me,” and he know how to sort of lay the groundwork for his future.”

” He’s a realist, ” Liz Blum, who ran Jackson ’88 campaign in Vermont, said of Sanders.

então ele foi ao caucus. “É a sua forma de formar uma parceria”, disse Jean O’Sullivan, o melhor Democrata da cidade na época e a mulher que teve de fugir para o palco e implorar por serenidade. “Foi pragmático-mas foi ousado.”

que foi uma razão pela qual uma mulher lhe deu um estalo na cara. Sanders, de acordo com as notícias locais, pareceu momentaneamente atordoado. “Acho que não foi muito simpático”, ele conseguiu gaguejar. “Foi,” Sanders iria deadpan no livro de memórias, ” uma noite emocionante.”

mas foi mais do que isso. Era a noite, o Bernie Sanders de Burlington deslocado mais acentuadamente e publicamente a tornar-se o Bernie Sanders com coast-to-coast influência de hoje—a voluntária, incansável septuagenária, que recentemente registrada para concorrer à presidência como um Democrata e assinado um “lealdade promessa”, mas também pediu a reeleição para o Senado dos Estados Unidos como um independente, armados com, pelo menos, o begrudging relação a uma parte estabelecimento, ele continua a picar, e seguro em sua estatura como maior longevidade independente nos anais do Congresso. Para alguns, aquela noite de primavera de 31 anos atrás em Vermont é uma defesa contra uma vulnerabilidade percebida de Sanders, que ele não está suficientemente sintonizado com as correntes da Política de identidade. Mas para muitos que têm seguido a carreira de Sanders desde o início, este momento é uma história de origem em que a corrida de Jackson ajudou a moldar a estatura de Sanders como um dos principais corredores para se tornar candidato dos Democratas em 2020.

***

demorou anos, e mais um pouco de persuadir, para obter Sanders para apoiar Jackson—em muitos aspectos, um incômodo para o estabelecimento, cujas ultraliberal plataforma mobilizados e priorizadas as minorias, os agricultores, os homossexuais, os pobres, os pobres e a esquerda-outs.

In 1984, contrary to a variety of previous reporting and even some stray suggestions from Jackson, Sanders did not endoise him during his first presidential campaign. Quando Jackson parou em Vermont naquele ano, ele e Sanders se encontraram no escritório do prefeito em “uma reunião de portas fechadas”, de acordo com a UPI. Eles concordaram, Sanders disse à imprensa livre de Burlington, que ” há muito melhores usos para os dólares dos impostos das pessoas do que apoiar ditaduras militares.”Jackson, Sanders disse, foi” um homem interessante e dinâmico.”

mas Sanders principalmente deu-lhe “the cold shoulder”, Ellen David Friedman, uma importante organizadora progressista no estado que era um associado próximo de Sanders, bem como um vigoroso advogado de Jackson e sua coalizão Rainbow, se lembraria. Perguntado se ele iria apoiar Jackson, Sanders respondeu dizendo ao repórter da imprensa livre que ele não era um democrata, e assim ele não iria “envolver-se na política democrática”, como o jornal disse. (Jackson naquele ano obteve 8% dos votos nas primárias de Vermont, mas ganhou cinco primárias e caucuses principalmente no sul antes de terminar em terceiro lugar atrás de Walter Mondale, a quem Sanders relutantemente apoiou nas eleições gerais, e Gary Hart. Este braço rígido foi uma surpresa para ninguém que tinha prestado atenção à carreira de Sanders até esse ponto.

Rev. Jesse Jackson, de cima à esquerda, concorreu pela primeira vez para presidente em 1984, mobilizando uma base diversificada de apoiadores que ele iria dublar a “Coalizão arco-íris”.”| AP Photo/Al Stephenson, Jacques M. Chenet/CORBIS/Corbis via Getty Images, Barbara Alper/Getty Images

em 1986, no entanto, o arco-íris Coligação que Jackson ” 84 campanha tinha gerado cresceu em poder, em Vermont. Sanders, que se candidatava a governador, não podia ignorá-lo. Nem, no entanto, poderia o contingente energético do Estado de devotos Jackson evitar Sanders, considerando a influência que ele tinha sobre os progressistas em Burlington e além. Uma simbiose entre os dois forasteiros começou a materializar-se. Sanders não se juntou ao arco-íris; ele não era muito de um joiner, ponto final. Mas ele” percebeu a necessidade de participar em coalizões mais amplas se ele alguma vez fosse para levar sua visão para além dos limites da cidade”, o progressista organizador e jornalista Greg Guma de Burlington escreveu em seu livro de 1989, The People’s Republic: Vermont and the Sanders Revolution. “Ele estava olhando para manter essa base de apoio para que ele pudesse desafiar do lado de fora”, Guma me disse.

e no coração desta conexão confusa, controversa, às vezes controversa foi Friedman. Foi membro fundador da coligação arco-íris de Vermont. Ela também foi, no entanto, a Comissão Nacional para o Partido Democrata de Vermont. E ela estava ajudando a gerir a campanha para governador de Sanders—desafiando Kunin, a primeira (e ainda apenas) governadora feminina de Vermont, e uma Democrata, que geralmente considerava Sanders uma arruaceira vitriólica. Friedman trabalhou para Sanders pela mesma razão que ela trabalhou para Jackson.: “Ele é alguém que é capaz de energizar e capacitar pessoas normais que normalmente não são politicamente ativas—pobres, pessoas da classe trabalhadora. Friedman escreveria: “Sanders é um jogador complicado em um jogo complicado, no entanto seu resumo favorito para qualquer enigma político é, ‘olhe, não é realmente tudo tão complicado,’ significando, quase invariavelmente, ‘estamos agindo fora da luta de classes, e qualquer situação pode ser analisada nessa luz.'”

como Jackson se orientou para uma segunda candidatura presidencial que se sentiu como uma extensão mais organizada, mais robusta do primeiro, os dois alinhados. Jackson endossou a candidatura de Sanders para governador. “Em meu julgamento”, Jackson disse na Conferência Nacional da Coalizão arco-íris que a primavera, “apoiar Bernie representa um passo em direção a líderes públicos sãos e sensíveis.”

após uma tentativa falhada de governador como independente em 1986, Sanders, à esquerda, iria endossar a segunda campanha de Jackson para a nomeação democrata para presidente em 1988. Jackson, certo, também seria mal sucedido, mas a experiência para ambos os homens pode ter definido o palco para a atual tentativa de Sanders para a nomeação presidencial do partido. /AP Photo / Toby Talbot, Darlene Hammond/Hulton Archive / Getty Images

Sanders recebeu o apoio e devolveu o elogio.

“the Rainbow Coalition is moving very rapid and very aggressively, all over the state of Vermont”, Sanders said at the conference. “E eu acho que o objetivo é que se todos nós ficarmos juntos”, acrescentou, “branco e negro, hispânico e asiático, índio americano … eu acho que a oportunidade está lá. Vamos juntar-nos e recuperar este país.”

” por ele se movendo sob esse guarda-chuva, ele não ia perder nada”, disse Tom Smith, um progressista em Vermont na época e um ex-conselheiro municipal de Burlington. “Ele ia ajudar o Jesse, ele ia ajudar-se a si mesmo.”

Em ajudar a si mesmo, Sanders, também, em algumas das principais críticas que iria cão ele em 2016 e ainda fazer agora que ele foi cego para como os afro-Americanos viram a raça, nem classe, como o principal obstáculo no seu caminho, e que ele estava minando o Partido Democrático, segurando-se para além de que embora de uma vez, usando-a para seu benefício.

seu pragmatismo emergente tinha seus limites. Na sequência de obter apenas 15 por cento dos votos em sua candidatura para governador, Sanders no final de 1987 aplaudiu Jackson, mas assumiu a ambivalência em curso sobre a política do partido. “Eu acho que você teria que ser louco para não entender que Jackson teve um impacto importante na cena política americana”, disse ele em uma entrevista com uma publicação estudantil na Universidade de Vermont. Havia um mas, no entanto: “eu discordo de trabalhar dentro do Partido Democrático, OK?”

e ele mostrou uma tendência para descartar as ansiedades raciais dos afro-americanos, que ainda estavam cuidando das feridas de décadas de discriminação legalizada. “O que Jackson tem contra ele, na minha opinião, não é principalmente que ele é negro”, disse Sanders a um ouvinte da C-SPAN em janeiro de 1988. “Quero dizer, há pessoas que não votam em alguém que é negro, e é isso. É uma minoria. … Deixe-me dizer que uma das mudanças agradáveis que ocorreram nos últimos 20 ou 30 anos é que, de facto, uma pessoa como Jesse Jackson pode candidatar-se a presidente dos Estados Unidos e ser levada a sério. … Eu acho que a questão não é uma questão racial. Acho que é uma questão de classe. Está bem? O verdadeiro problema é de que lado estás? Está do lado dos trabalhadores e dos pobres, ou do lado do grande dinheiro e das corporações? Jackson está do lado dos pobres e dos trabalhadores.”

apesar desta sobreposição ideológica, indo para o centro das primárias nos primeiros meses da campanha de 88, Sanders ainda não estava pronto para endossar Jackson.

“His issue was how far would he go in getting in the Democratic primary process and the Democratic Caucus process,” Terje Anderson, the current chair of the state Democratic Party and a retired AIDS activist who knew Sanders at the time, told me. “Essa era a barreira para ele.”

foi Friedman que finalmente o persuadiu a abandonar sua oposição dogmática. “Eu era persistente”, disse-me ela.

a escolha em algum sentido, também, foi facilitada pelo relativo sucesso da campanha de Jackson. A corrida de 1984, disse Richard Hatcher, presidente de campanha de Jackson naquele ano, ” foi basicamente uma campanha simbólica.”Mas em 1988, a conselheira Ann Lewis disse que era “uma campanha real.”Jackson permaneceu um tiro no escuro-mas já não era um tiro no escuro. Em 8 de fevereiro, Jackson terminou em quarto de cinco no Iowa caucuses, atrás de Dick Gephardt, Paul Simon e Dukakis-mas ainda conseguiu 8,8 por cento dos votos. O Sanders apoiou-o no dia seguinte. As ideias de Jackson, Sanders disse na época, eram de “muito maior significado do que qualquer outra pessoa.”Ele foi o único candidato” que construiu uma coalizão daqueles que não estão sendo tratados com justiça pela Sociedade”, continuou Sanders, chamando isso de ” um desenvolvimento muito emocionante.”

Sanders hospedou Jackson naquela semana em Burlington. Sanders chamou a visita de ” um grande prazer. Jackson disse que estava “encantado” com o endosso. Sanders elogiou Jackson em uma emocionante introdução em uma capela local. “O estado de Vermont é o estado mais branco dos Estados Unidos da América”, disse Sanders. “…Os grandes gênios políticos e os cientistas políticos e a mídia, eles decidiram que nosso candidato não pode se tornar o presidente dos Estados Unidos porque eles acreditam que os brancos não vão apoiá-lo. … O facto é que se Jesse Jackson conseguir carregar Vermont a 1 de Março … a mensagem vai espalhar-se por todos os Estados Unidos que este homem vai tornar-se o próximo presidente dos Estados Unidos.”

Quebrar sua abstenção de se envolver na política partidária, Sanders anuncia seu apoio a Jackson no final de 1987 e vai endossar o Democrata e caucus para ele em 1988. /AP Photo / Toby Talbot; Silver Special Collections, University of Vermont

“em comparação com sua abordagem de hands-off para Jackson em 1984,” Friedman iria escrever, “desta vez em torno de Sanders era um apoiador visível e entusiástico.”

“uma vez que ele estava a bordo, ele estava, você sabe, totalmente a bordo”, disse o funcionário de longa data Fiermonte.

em 1 de março, na Primária em Vermont, que foi não—obrigatório—os caucuses foram o que contou-Dukakis ganhou com 57 por cento, mas Jackson ficou em segundo lugar com 26 por cento. Sanders chamou a série de “extraordinária” e “fantástica”.”E depois de Jackson ganhou cinco principais estados em 8 de Março, na Super terça-feira no Sul e, em seguida, ganhou o Michigan primário no dia 26 de Março, com um olho de abertura de 47 por cento dos votos, Sanders chutou para cima de seu compromisso: No dia 30 de Março, ele disse em uma conferência de imprensa que ele iria fazer algo que nunca tinha feito em suas quase duas décadas como um político.

“como alguém que não é democrata, ou republicano, eu pessoalmente nunca assisti a uma bancada de qualquer dos grandes partidos políticos”, disse ele, falando em nome de progressistas em todo o estado. Ele disse que a candidatura de Jackson seria lembrado como “a campanha presidencial mais significativa em pelo menos 50 anos.”Ele disse que seria “irresponsável” não ir, embora ele reconheceu que seria “estranho”, dado os anos de antagonismo entre ele e os democratas locais.Um repórter perguntou a Sanders se isso representava um “marco” em sua carreira política. O Sanders disse que não. Mas a sua resposta sugeria o contrário. “Quando você está lidando com questões de vida ou morte do que vai acontecer a este estado e a esta nação, você tem que ser fluido”, disse ele. “Tens de ser flexível.”

muitos progressistas liderados por Sanders compraram o argumento. “O Bernie prevaleceu”, disse-me Bouricius. “O Bernie convenceu-me que era uma experiência que valia a pena tentar.”

o acúmulo para a noite do caucus estava cheio de sabre-rattling e temperatura-taking. Craig Fuller, o diretor executivo do partido do estado, contatou a sede da Campanha Nacional de Jackson para reclamar. “Eu preferia que um democrata nomeasse um democrata em uma bancada Democrática”, disse ele. Blum, o líder de Vermont da campanha Jackson, rejeitou o pedido como ” absolutamente ridículo.”Sanders, por sua vez, parecia gostar do hubbub. “Acho um pouco divertido”, disse ele. “Não tenho desculpas a pedir a ninguém”, acrescentou. Ele chegou com folhetos listando razões que ele estava apoiando Jackson-e também pediu às pessoas para contribuir para sua própria campanha “histórica” para o Congresso. O’Sullivan fez o seu melhor, recordou, para tornar o caso menos tenso. Ela abriu a noite, disse – me, referindo-se à Declaração de Port Huron dos estudantes para uma sociedade democrática, citando os princípios do manifesto de uma democracia participativa. O’Sullivan point: “estamos todos juntos nisto, pessoal.”

Sanders strode to the stage holding the notes for his speech and leaned into the microphone.

***

o que o Sanders fez e disse naquela noite importava.

Jackson, um mês e meio depois de perder para Dukakis na Primária de não-encadeamento por 31 pontos, ganhou o Vermont caucuses-edging Dukakis 46 a 45 por cento. O forasteiro tinha vencido o tipo do partido, e ainda por cima no seu quintal. Pressagiou, de certa forma, os problemas de Sanders contra Clinton em 2016, quando ele a trucidou em New Hampshire no caminho para ganhar 23 primárias, estendendo o concurso até o final da primavera.

é impossível quantificar o efeito preciso que o Suporte de Sanders poderia ter tido. Os funcionários da campanha de Jackson dizem que os seus furiosos esforços de organização fecharam a lacuna. Mas depois disso? “Acho que Bernie pode ter feito a diferença entre ganhar e perder”, disse Steve Cobble, Coordenador Nacional da campanha. “Ele era, sem dúvida, o líder dos progressistas em Vermont”, disse Glitman. “Se Bernie não tivesse realmente convencido um grupo de nós a ir ao caucus democrático para apoiar Jackson, Eu não acho que Jackson teria vencido o caucus Burlington—havia um monte de progressistas lá”, acrescentou Bouricius. “Foi”, disse Jackson, ” muito valioso.”

tomando uma página do playbook dos anos 80 de Jesse Jackson, independent Sanders, top, anuncia sua candidatura para a nomeação presidencial do Partido Democrata em maio de 2015. Abaixo, Sanders fala ao lado de Jackson, que, tendo laços estreitos com a senadora de Vermont, bem como Hillary Clinton, se absteve de apoiar qualquer um nas primárias de 2016. / Rick Friedman / Corbis via Getty Images, AP Photo / Nam Y. Huh

por mais impressionante que fosse, no entanto, a exibição em Vermont levou a pouca propulsão adicional para a campanha de Jackson—ele perdeu a mais importante primária de Nova Iorque no mesmo dia—e Dukakis, é claro, acabou como o nomeado. A campanha presidencial de Jackson de 88 foi sua última, e a Coalizão arco-íris gradualmente perdeu influência.

foi Sanders que finalmente conseguiu mais fora da Associação. Naquele ano, ele não ganhou sua corrida para o Congresso, mas ele perdeu por apenas 3,7 pontos percentuais-desviando votos do democrata, a quem ele derrotou habilmente. Dois anos depois, voltou a candidatar—se e ganhou, e não perdeu uma eleição em Vermont desde então. Ele saltou da câmara para o Senado em 2006. E para Garrison Nelson, professor de ciências políticas na Universidade de Vermont, tudo começou em 1988. “É uma grande descoberta para ele”, disse-me ele. “Essa foi realmente uma chamada de atenção que Bernie poderia lidar com o Partido Democrata … e tinha algum poder para influenciar os eleitores, e influenciar os eleitores dentro do Partido Democrata, ao contrário de sua posição geral de oposição flagrante ao Partido Democrata.”

Sanders also drew from his involvement with Jackson’s presidential push a model for his own.Em maio de 2015, quando Sanders se reuniu com o Conselho editorial do Quad City-Times com sede em Davenport, Iowa, foi-lhe perguntado quais campanhas presidenciais do passado poderiam informar o seu. Ele citou a campanha de Franklin Delano Roosevelt de 1936-e a campanha Jackson de 1988. “As pessoas esquecem isso”, disse Sanders, ” mas Barack Obama não seria presidente hoje se Jesse Jackson não viesse ao Iowa. Era uma campanha tipo guerrilha que claramente não tinha recursos, mas tinha uma energia incrível.”

” ele tirou do que Jackson fez em 87 e 88″, disse Cobble ,” que você poderia colocar questões que tinham sido ignoradas diretamente no centro do processo público, concorrendo para presidente e afirmando sua mensagem corretamente. E se você o fizesse bem, você encontraria um apoio surpreendente para ele que poucas pessoas reconheciam que estava lá antes de você fugir.”

” It really is the same template, ” said Turner, The Sanders co-chair.Ecos das campanhas de Jackson em Sanders?

“alto e bom som”, Jim Hightower, um dos poucos escolhidos outros oficiais brancos eleitos que endossaram Jackson em 88, me disse. “Tens uma noção clara de quem estás a tentar ajudar, e uma noção clara de quem estás disposto a chatear.”

apoiadores, Substitutos e funcionários da agora segunda proposta de Sanders para a nomeação democrata têm invocado na campanha seu endosso passado de Jackson-como um dos únicos políticos brancos na época a fazê—lo—em esforços para reforçar a sua credibilidade em questões raciais. /Scott Eisen / Getty Images

durante sua campanha de 2016, Sanders se encontrou com Jackson, na sequência de suas dificuldades com os manifestantes “Black Lives Matter”, que o importunaram em várias aparições, desafiando-o a resolver suas preocupações sobre as mortes policiais de homens negros.

“long time friends”, um porta-voz de Sanders disse de Sanders e Jackson. “Bernie endossou – me em 88, e eu ganhei Vermont, numa altura em que não era uma coisa popular de se fazer”, disse Jackson ao dirigir-se para o Iowa caucuses. Jackson, no entanto, não endossou Sanders em 2016. Sanders, no entanto, mencionou seu apoio a Jackson duas semanas antes das primárias da Carolina do Sul, onde os eleitores afro-americanos compõem 28 por cento da população e 55 por cento do eleitorado Democrata. “Pensei que o que ele estava a dizer fazia sentido”, disse ele. “Tive a coragem de fazer isso.”E ele mencionou isso mais tarde, na primavera, em uma reunião da rede de Ação Nacional do Rev. Al Sharpton. “Eu tive que assumir todo o estabelecimento democrático no Estado de Vermont”, disse ele.

até agora em sua campanha de 2020, em paradas em Brooklyn, Chicago, Iowa e New Hampshire, alguns apoiadores, funcionários e substitutos invocaram o endosso Jackson de ’88. O Sanders não. Não tem sido uma parte do seu discurso do tronco, que é uma versão do que, essencialmente, sempre foi o seu discurso do tronco, um punhalado de dedos, estatísticas-lastreadas sobre “a classe bilionária” e a longa duração deste país e agravamento das desigualdades econômicas sistêmicas.Ele mencionou isso em uma entrevista recente no programa de rádio sindicado chamado The Breakfast Club. “Em 1988, “ele disse ao co-apresentador Charlamagne tha God,” eu fui um dos poucos funcionários públicos brancos que apoiaram Jesse Jackson para presidente dos Estados Unidos … ” mas Sanders também era ainda … Bernie Sanders, o candidato para quem a classe sempre superou a corrida. “Vamos prestar atenção”, disse ele, ” às necessidades das famílias trabalhadoras e das famílias de baixa renda neste país de uma forma que você nunca viu.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.